Quarta-feira, 12 de Março de 2008

Vermelho

                                                 Foto: DiArte

Vermelho.

Cor

transcendente e ilimitada,

odiada

amada

sentida

e negada

Vermelho de carne

de entranhas partilhadas

de sussurros, abraços

gemidos

estilhaços de amor

desejos...

de tempos vividos

com vontade,

com alegria,

com dor

...aquela que é doce

violenta, intensa,

mas lenta.

Vermelho de boca

quente

escarlate

faminta de língua,

de beijo

de amor ardente

de ti,

de mim

Vermelho...de nós.

 

Theatre scene from Krzysztof Kieslowski's 'Trois couleurs rouge'

publicado por Sara Rocha às 21:37
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Vermelho

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds