Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Uma frase

                                                                                                    Foto: Luís Carlos de Carvalho

Uma frase que pretende ser um beijo,

um começo,

um desejo.

Uma sensação que espreita,

um arrepio,

uma doce lembrança

que permanece,

que renasce,

vive e dança

em sonhos de silêncio

e numa linguagem nova,

adormece

no meu corpo,

que o teu já conhece,

e o amor,

...timidamente

floresce.

É a velha paixão que renova

e com ela o medo esmorece.

 

...E que ninguém escute o segredo das nossas bocas!

Joe Dassin - BBC Jane Eyre 2006 - Music Video- Et si tu n'existais pas

 

 

publicado por Sara Rocha às 18:16
link do post | favorito
12 comentários:
De Sopa de Letras a 17 de Abril de 2008 às 13:30
Poema flido, envolvente e simples, aliás, como toda a sua escrita, a simplicidade que descreve as coisas complexas da vida. Genial!
De Mingus a 15 de Abril de 2008 às 18:22
Bem...
Tá muito giro esse teu poema. Gostei. Muito. Diria que é o melhor que li teu Soja.
*****
De Marta Fernandes a 15 de Abril de 2008 às 17:40
Tá lindo!
(já tou à espera do próximo)
De Banderas a 15 de Abril de 2008 às 16:44
Olá SOJA!

Continuas em forma ...

Pois é ... a paixão rejuvenese os espíritos.

O beijo ... é o "sal" das paixões!

De Lilás a 15 de Abril de 2008 às 16:35
Que delicia, a simplicidade com que escreve faz-me viajar no tempo e recordar o que é esse sentimento que neste poema tão bem descreve.
De Laranja Mecanica a 15 de Abril de 2008 às 15:56
Apaixonante!
Apaixonada?
Não interessa, está aí um poema lindo!
De Pedro Salvador a 15 de Abril de 2008 às 15:43
Que fluidez nas palavras, que sentimento, que carga emocional..
Impressionante esse seu poema Sojacaustica.
Parabenizo-a uma vez mais por este "livro" virtual.
De Lua Nova a 15 de Abril de 2008 às 14:52
Belíssimo Sojacaustica!!!
De Correio Azul a 15 de Abril de 2008 às 11:04
Magnifico post, Sojacaustica.
Uma escrita suave que nos faz viajar e um bom gosto fora do vulgar. Adoro o seu blog.
Continue e parabéns!
De Aníbal Coutinho a 15 de Abril de 2008 às 10:29
E que ninguém destrua o seu Eu, a sua capacidade de descrever em palavras simples sentimentos, sensações, amores, paixões, desastres, ira, medo, desilusões.
Numa só palavra: Excelente essa "FRASE"

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds