Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

Poema de amor.

 

                                                                         

                   Um poema de amor do Serrat que eu adoro...

                                  Um segredo

            com aroma a maresia e um friozinho delicioso,

                        um desejo,

                             um abraço sem medo,

                                                 um olhar  silencioso

                                                                          e um beijo.

                                                         

 

 

                                                                          

EL sol nos olvidó ayer sobre la arena,
nos envolvió el rumor suave del mar,
tu cuerpo me dio calor; tenía frío,
y allí en la arena
entre los dos nació este poema,
este pobre poema de amor para ti.
Mi fruto, mi flor,
mi historia de amor,
mis caricias.
Mi humilde candil,
mi lluvia de abril,
mi avaricia.
Mi trozo de pan,
mi viejo refrán,
mi poeta.
La fe que perdí,
mí camino
y mi carreta.
Mi dulce placer,
mi sueño de ayer,
mí equipaje.
Mi tibio Rincón,
mi mejor canción,
mi paisaje.
Mi manantial,
mi cañaveral,
mí riqueza.
Mi leña, mi hogar,
mi techo, mi lar,
mi nobleza.
Mi fuente, mi sed,
mi barco, mi red
y la arena.
Donde te sentí,
donde te escribí
mi poema.


Joan Manuel Serrat. Poema de amor.

 

 

Joan Manuel Serrat. Poema de amor.

 

 

 

publicado por Sara Rocha às 10:50
link do post | favorito
Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

Agarra ou foge!

Foto: Pedro

 

Chovem segredos

gotículas de mim

espalham-se num todo

livres, caem sem medos

sem medos nenhuns.

Caem felizes,

brilhantes e húmidos

em sítios comuns.

 

Agarra-os ou foge deles!

 

Bolhas de mistério que trazem com elas

partículas de vida,

pedaços de tempos

curtidos de paz,

de dor...paixão

de sorrisos,

de silêncios de amor...!

Caem segredos

em palcos vazios

com cortinas fechadas

e plateias disformes,

a chorar e a rir

pálidas

apáticas de sentir.

 

Agarra-os ou foge deles...

mas...não os deixes abrir.

 

 

Bob Dylan - Sara

 

 

 

 

publicado por Sara Rocha às 12:30
link do post | favorito
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

...consegues guardar um segredo?

Foto: Graça Loureiro

 

Fechada em mim

tropeço em pensamentos redondos,

repletos de ti

plenos de nós...

Divirto-me a escolher a sós

todos os nossos segredos

E o braço invisível do tempo

transporta-me até eles,

...um por um

e num doce estremecer,

regresso ao agora

e,

as memórias,

as secretas memórias,

voam com o vento

e deixam um rasto de sonho

sem falta nenhuma.

Sorrio feliz

e penso na frase:

"contas-me um segredo?!"

que sei

que tanto te diz.

 

 

Kid Rock Featuring Sheryl Crow "Picture"

 

 

 

 

 

tags: , ,
publicado por Sara Rocha às 17:10
link do post | favorito
Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

...um segredo para ti!

 

 

 

Para ti!

Adoraria ter sido eu a escrever-te esta letra, mas...espero que gostes.

shiuuuuu...é segredo...

 

 

Lara Li - Telepatia

publicado por Sara Rocha às 11:50
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds