Quarta-feira, 26 de Março de 2008

Princesas

                                                                                       Foto: Filipe Pereira

Princesas

com castelos

de reinos distantes

coroadas

...de  nadas

sonham com tiaras de diamantes.

Gostam de histórias

dançam sozinhas

adoram elfos, duendes e fadas.

Princesas mulheres

ainda meninas

imaginam-se de véu

mas

andam felinas

despidas na luz da rua,

sentadas,

olham o céu,

e iludidas

sorriem à lua.

Mulheres princesas

que sabem que são.

A noite que entra

a estrela que brilha

e...deitadas em lençóis desbotados 

sonham

um dia sentir

...a ervilha.

 

PRINCESAS - Manu Chao

 

 

publicado por Sara Rocha às 21:34
link do post | favorito
Quinta-feira, 20 de Março de 2008

são rosas

 

                                                                                                                                    

São rosas

em água

perdidas.

Alvas.

São prosas

de mágoas

sentidas,

distantes

...desfazem memórias

de um tempo,

parado.

Num segundo gigante,

improvável

que era, mas foi.

Flutuava perene

em  cristalinas águas

e,

querendo ou não,

morreu

...solene!

E um sorriso atroz

como um leve arrepio,

desfaz-se

sem dor

e despe-se de ti. 

feroz

e frio.

São rosas...sem cor.

 

 

 

 

 

 

 

Doctor Zhivago - Lara's Theme

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Sara Rocha às 17:57
link do post | favorito
Quarta-feira, 12 de Março de 2008

Vermelho

                                                 Foto: DiArte

Vermelho.

Cor

transcendente e ilimitada,

odiada

amada

sentida

e negada

Vermelho de carne

de entranhas partilhadas

de sussurros, abraços

gemidos

estilhaços de amor

desejos...

de tempos vividos

com vontade,

com alegria,

com dor

...aquela que é doce

violenta, intensa,

mas lenta.

Vermelho de boca

quente

escarlate

faminta de língua,

de beijo

de amor ardente

de ti,

de mim

Vermelho...de nós.

 

Theatre scene from Krzysztof Kieslowski's 'Trois couleurs rouge'

publicado por Sara Rocha às 21:37
link do post | favorito
Segunda-feira, 10 de Março de 2008

Branco

                         Foto: Graça Loureiro

Branco profundo 

de tediosa candura

cujo  tempo que não é...dura.

Não passa.

E nós, adormecidos,

sós

no silêncio pálido

de branco intenso

dos amantes distantes,

de  segredos e desejo brutal

imenso...e entranhado

de medos.

Branco, maravilhosa cor,

pura

de infinita

e deliciosa loucura

do não ser

...cor?

como a nós... 

que não sendo

(per )Dura.

 

Trailer de la segunda película de la trilogía Tres colores" del director polaco Krzysztof Kieslowski . Protagonizada por Julie Delpy y Zbigniew Zamachowsky . Música de Zbigniew Preisner

publicado por Sara Rocha às 11:14
link do post | favorito
Quarta-feira, 5 de Março de 2008

Azul

                                                                                                        Foto: . K &P

Azul,

imenso azul

onde tu moras solitário,

escondido

na suprema solidão de um beijo

lento,

distraído,

atento

à boca que o recebe

sôfrega

com desejo.

Tanto azul...

e tu, perdido

na etérea côr

não dás comigo.

O beijo foi...

é lembrança

de um passado presente

de segredos,

intempéries e bonança

fotografado por mim

no sul

com a minha memória

de alma...azul.

 

 

The finale of the 1993 french film 'Bleu' directed by Krzysztof Kieslowski. 
 

tags: , ,
publicado por Sara Rocha às 16:10
link do post | favorito
Segunda-feira, 3 de Março de 2008

Vem!

 

                                                                     Foto: Aloísio Brito

Vem,

vamos juntos os dois.

Noutro tom.

noutra vida,

noutra cor ,

tanto faz...

vai ser bom.

Vem!

A noite assalta-nos

e estende-se pelo céu

e o dia vai

ignóbil

sem esperar.

A lua espreita,

debruça-se

...quase cai

de tanto anseio .

E nós, tão longe

murmuramos desejos

de corpo

de cheiros

de toques,

de beijos

nossos,

que se prolongam

ansiosos,

por rasgados arrepios

de peles suadas,

unidas,

entranhadas,

em que a vida não é

aqui

nem ali,

somos nós

e então gritamos a viva voz

gemidos aprisionados

por espaços

distâncias

e tempos

sufocados.

Então vem,

vamos juntos

...os dois!

 

 

Tindersticks- Buried Bones

 

 

 

 

tags: ,
publicado por Sara Rocha às 11:37
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds