Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

O dia em que o tempo passou

 

 

O dia em que o tempo passou

e a vida tinha pouco a perder

houve um pescador que do barco mergulhou

e do meio de rochedos afiados me tirou.

Os despojos de um mar

profundo, de medo e escuridão

de repente eram passado.

O oxigénio emprestado

do velho pescador

que de tanto mar, perdeu a cor,

devolveu-me a tectos de ouro

e de azul plasmado.

Esse mar como num sonho

solta-me perdido

e do passado guardará a ânsia

da espera

dos meus cantos nocturnos,

que unia ao seu rugido.

Não o soube ele viver

sem que a constância das noites

deixasse soar o canto...

O dia em que o tempo passou

subi ás estrelas que antes podia

mas o medo impedia.

Há uma luz que o vento apagou,

mas o pescador das profundezas

do abismo me salvou.

 

 

 

 

O Canto das Sereias 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Sara Rocha às 10:16
link do post | favorito
Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

Porque...

Foto: José Santiago

 

 

 

Porque o celebramos todos os dias

Porque pairamos sobre ele

Porque o tocamos

...e não queremos mais sair ,

Porque o procuramos

Porque o sonhamos

...o fantasiamos.

Porque o vivemos...ou não.

Porque sempre o desejamos

e muitas vezes o tivemos...e rejeitámo-lo .

Porque é um sentido.

Um fim.

Porque é louco,

é cáustico

e salutar 

...e sempre pouco.

Faz-nos vibrar.

Porque o julgamos,

o aprisionamos.

Porque é felicidade,

é paz,

uma espécie de sofrimento e dor

Porque morremos por ele...

...o Amor.

 

 

Adagio in G minor by Albinoni

 

 

tags:
publicado por Sara Rocha às 17:03
link do post | favorito
Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

CÍRCULO

Foto: Allan Montresoli

 

 

Perdida,

circulo,

paro,

prossigo.

Caminho por luas cheias

durmo ao sol de domingos de Agosto....

Vou, passo a passo, e

sem saber

continuo no mesmo espaço

...movimento circular,

redondo

obtuso

...perfeito

confuso.

continuo sem cessar...

para quê?

não saio do lugar...

Prisioneira de mim.

Em mim numa redoma fechada,

anseio,

quero,

desejo,

desespero,

mas ...já não rezo, para ser achada,

nem sair desta bola malfadada.

 

 

 

 Sting - Englishman in New York

 

 

 

 

 

 

publicado por Sara Rocha às 23:39
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds