Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Índigo

 

Foto: Luís Lobo Henriques 

 

                                       " Tengo el mar en los ojos , la tierra en mis entrañas "

                                                                                                 Gabriel Celaya

 

 

 

Sonhei contigo esta noite.

Com as tuas mãos

a pintar o céu de azul

...com cuidado,

lentamente,

pinceladas oblíquas

para trás, para a frente

...ternamente concentrado

no tremendo azul índigo

que neutraliza o resto

e eleva-me para um plano ambíguo

sem sol

só a brutal cor que te envolve

confunde

e  esconde

num imenso céu onde eu tento penetrar

de mergulho?

a voar?

tanto faz...

Quero entrar no céu etéreo

azul índigo .

Pintado por ti.

Contigo!

 

 

 

 

publicado por Sara Rocha às 15:39
link do post | favorito
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

...em jeito de esfera

Foto: Joost .

Improvável

...assim desejo a palavra

reflectida de um beijo

que não é

senão ilusão

de um tempo que urge

que vibra

e surge

do vão de um instante!

Um beijo sonhado

perdido e achado

num ângulo perfeito

em jeito de esfera

espelhada de luz

e sombra compacta

Imóvel

Perene 

Um beijo que fica, que ata...

 

 

 

tags: ,
publicado por Sara Rocha às 16:51
link do post | favorito
Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

Elevação

                                                                                                                                                                                                       Foto:Kristinna            

Tudo era decerto assim...

Um amor inocente incapaz de acabar

Um céu onde a lua não desertasse

Um mar onde o sol não acabasse

Não sei o que irrompe em mim.

Despi a memória

e à vista desta corrente escura

lenta,

perdida,

vivida,

morta e esquecida

Uma sensação feliz desta vez!

Ilusória?

talvez

mas uma exultação invade-me!

E afirma a profunda vontade que há em mim

de beber os teus beijos

num cálice de boca

língua

desejos

vicio, transgressão

Loucura.

Elevação.

Tudo é decerto assim...

 

 

 

 

publicado por Sara Rocha às 11:38
link do post | favorito
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

Assombros

                                                                                                                                         Foto: X. Maya

Perdida

sigo a corrente em direcção a ti.

É tarde

a lua segue-me como uma louca

a cor morreu

a luz é pouca.

A imensa noite possuiu-te,

fez-te dela.

Engoliu-te.

... e a água nada me diz.

Corro sem olhar para trás,

guio-me pela lembrança de um beijo

de um tempo corrido

manchado

de um desejo

que é...ainda

em mim.

É noite.

A calma dispersa silencia a busca.

O escuro liberta-se.

Poderosa

a lua esgueira-se,

silenciosa.

E eu ,

no meu cansaço,

no breu de um tempo

perdida, continuo a corrida.

(onde estás?)

 

publicado por Sara Rocha às 15:40
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds