Sexta-feira, 27 de Outubro de 2006

....silêncio

Viajo na fantasia da minha solidão e converso contigo.

Contigo que não sei quem és...nunca te vi, mas sinto a tua falta e continuo à tua espera.

Contigo

sozinha contigo

sem ti

sem mim

Todo o meu eu rejubila a pensar que um dia vou encontrar-te e finalmente poder estar contigo

Quando é que chegas? ... a pergunta ecoa  no silencio do meu quarto de hotel

Carusso ... e as pontes de Verona...um dia hei-de  passear nelas contigo, de mão dada por entre a névoa...e a música há-de acompanhar-nos na nossa felicidade.

Sinto a tua falta...Tesoro.

tags:
publicado por Sara Rocha às 16:38
link do post | favorito

memórias

Desejo o teu desejo, a tua vontade, o teu entusiasmo quando me tocas...

Imagino-te a sentir o frio do vento, o teu cabelo a cobrir-te os olhos e tu a afasta-lo com as mãos ainda impregnadas do meu cheiro.

Levas-me contigo nas mãos e na memória.

Imagens nossas...o espelho, o óleo, o beijo, perpetuam o irreal que nós somos

Adorável recordação...o motor da nossa vida, ela e o desejo imenso que sentimos um pelo outro.

publicado por Sara Rocha às 16:25
link do post | favorito
Quinta-feira, 26 de Outubro de 2006

Pérolas Japonesas

Encontrei o teu brinco debaixo da almofada, o teu brinco de pérolas japonesas, aqui, na minha mão...aquela mão que há meia hora percorria o teu corpo, apertava-o e entrava nele...ainda tem o teu cheiro inebriante que me faz desejar que este dia acabe depressa e que nasça novamente o sol, e que seja 14:30, para ouvir a campainha e te ver entrar, sorrir e despir..devagarinho e com beijos, palavras e sorrisos...e novamente sentir-te minha.

Obsessão, talvez ...mas é doce.

Saudade, de certeza...mas é terna

Ciúme, também...mas feliz!

 

 

tags:
publicado por Sara Rocha às 12:09
link do post | favorito
Quarta-feira, 18 de Outubro de 2006

Campainha

As ruas continuam frias e molhadas e a multidão cinzenta ignora a tua presença. Os teus passos apressados marcam o ritmo do tempo e contrariam a realidade do dia. És o raiozinho de sol que entra todas as tardes no meu quarto escuro e triste. Não sei porque o fazes, mas adoro ouvir a campainha a anunciar a tua presença, a anunciar mais uma tarde com os teus beijos, com o teu corpo, com o teu cheiro…CONTIGO.

Leio mais uma vez as tuas mensagens e viajo na memória da nossa última tarde … ainda me lembro da sensação da tua língua a percorrer o meu corpo e o teu cabelo a seguir o rasto húmido que deixavas. Penetrei-te até a alma - como tu sempre dizes - e vi as tuas lágrimas a cair e um sorriso de felicidade estampado no teu rosto.

Está a tocar a campainha ..és tu minha Querida!

publicado por Sara Rocha às 11:40
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds