Segunda-feira, 25 de Setembro de 2006

sms

"... Não estou contigo, mas sinto-te. A nossa relação será sempre assim, mas estou contente por pertencer a essa imensa cadeia de acontecimentos que fazem parte da tua existência . O universo não seria o mesmo sem a nossa fantástica presença..."

Volto a ler a tua mensagem de ontem e as tuas palavras dançam no meu cérebro..a nossa fantástica presença..a tua fantástica presença. És tu a especial, a única, tu é que és fantástica, eu sou só o pobre diabo que os teus olhos converteram nesse Ser irreal que só tu vês.

Fecho os olhos e vejo-te, nua, suada, sentada em mim ... olhas-me enquanto te moves com as mãos cravadas nas minhas pernas, e eu dentro de ti, profundamente unidos. Como queria estar neste momento  contigo, ser eu a levar-te à inauguração, dormir ao teu lado..viver contigo e que o mundo, o universo a que sempre te referes soubesse de nós.

Mas de ti agora...só memórias, umas quantas marcas no meu corpo e a tua mensagem de ontem...  

publicado por Sara Rocha às 12:34
link do post | favorito
Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006

segredo

…ela desceu pela rua molhada e escura de finais de Outubro, com as pernas ainda a tremer e o cabelo a voar pela cara. A humidade da tarde misturava-se com a do seu corpo. Eram 18h e tinha que estar em casa as 17:30h …o marido esperava-a para a inauguração. Eu seguia deitado na cama, com o perfume dela na minha pele e a marca das suas unhas nas minhas costas. Sinto a falta dela…e só passaram 5 minutos desde que saiu, 5 minutos sem ela, 5 minutos com a recordação da nossa tarde, da nossa loucura, do nosso segredo….
publicado por Sara Rocha às 12:20
link do post | favorito
Domingo, 17 de Setembro de 2006

Ainda é verão?

Será que alguém se lembra que ainda estamos no verão?

Pois, a praia e as férias já são passado, as folhas começam a cair timidamente das árvores e o ventozinho frio já consegue camuflar o calor do sol.

Hoje está um dia fantástico, excelente para as vindimas...a luz a incidir nas folhas vermelhas e amarelas das vinhas, a terra poeirenta e seca, e os olhos quase cerrados é um último resquício do verão que se está a ir embora e a deixar-nos com o Outono . 

... o doce Outono do vento e da chuva, da lareira acesa e do copo de LBV 2000 com queijo da serra ao som de jazz (como não podia deixar de ser). No pensamento, memórias de um passado longínquo em Barcelona, Lisboa ou Pontevedra. A janela da varanda da sala com lágrimas de chuva  de onde eu vislumbro as sombras anónimas nas ruas molhadas de Alijó, as minhas companheiras de fim de tarde já há muitos anos, é com elas que partilho as notas do saxo e as subtilezas do contrabaixo de um quarteto inglês...  deliciosos momentos que só o Outono consegue... a melancolia do cair das folhas e a esperança de as rever em Março.

...ainda é verão?

 

tags: ,
publicado por Sara Rocha às 15:56
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds