Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Enquanto

                                                                                                                         Foto: Tuta

Brutal encanto,

sinistro

e sonoro oceano de palavras

que voam

por decibéis de sons

compulsivos

que entoam

na multidão que olho

como água ondulante

que passa

e trespassa sem me ver.

Imagino o teu  olhar

perdido nessa imensidão de gente

e penso

a chorar

no encanto...do enquanto

te espero.

 

Metallica nothing else matters

 

 

publicado por Sara Rocha às 18:28
link do post | favorito
|
13 comentários:
De Nuno a 5 de Maio de 2008 às 15:22
Jogos de palavras e de sons... letra de música ainda não escrita...

Qual o porquê de não editar em livro? Já merecia...

Muitos parabéns...sempre a surpreender...
De Sopa de Letras a 2 de Maio de 2008 às 17:37
Belíssima descrição de um momento.
Dependendo da perspectiva todos os momentos podem ser encantadores, e você teve a capacidade de demontrar o encanto que poderá ter um "enquanto" se espera. E o magnifico que é estar numa varanda a observar a multidão que passa alheia a quem a olha.
Parabéns.
De Adivinha a 2 de Maio de 2008 às 10:39
Adorei, Linda!
Um excelente post.
Escreves muito bem, sabias.
;-))
De Raquel Sofia a 2 de Maio de 2008 às 10:02
Lindo Sojacaustica, há dias senti o mesmo.
O Banderas diz que quem espera desespera e com razão, mas é esse brutal encanto, esse nervoso miudinho que faz com que o coração bata mais forte e a espera se torne encantadora.
De Banderas a 30 de Abril de 2008 às 23:00
OLÁ SOJA!

Pois é ... está tudo muito bem!

Mas ENQUANTO se espera ... desespera-se!

Será que consegues distinguir-me na multidão?

Foto muito bem escolhida.

Quem de dera ...
De Lilás a 30 de Abril de 2008 às 19:17
Lindo este post. Completo. Parabéns.
De Mingus a 30 de Abril de 2008 às 18:25
Soberba a maneira como em tão poucas palavras consegues transmitir o que todos já sentimos mas que raramente conseguimos exprimir por palavras.
O "enquanto", a vida que passa e que não nos interessa, apenas o TU que no meio da multidão procuramos e esperamos.
A espera, provavelmente a parte melhor do encontro.
De Lua Nova a 30 de Abril de 2008 às 18:17
Pois, a doce espera!
Bem conseguida foto e o texto...e a música já é um clássico!
Fico à espera do próximo.
De cavalo alado a 30 de Abril de 2008 às 15:14
Como sempre, tudo muito bem conseguido. Um regalo para a mente, para os olhos e para os ouvidos.
É com grande prazer que vejo cada texto que escreve.
De Laranja Mecanica a 30 de Abril de 2008 às 12:18
Um zoom demonstrativo do "antes".
EXcelente post Soja

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Continua

. Sem tempo

. Quantas?

. Carta de Amor

. Dance me...in Donostia!

. Este Amor

. Feliz cumpleaños!

. Alucinação

. Poema de amor.

. Agarra ou foge!

.arquivos

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds